Fale conosco, estamos on-line!
FALE COM A ARQUITETA SHEILA.

FENG SHUI Parte 2.

Continuando a falar sobre o Feng Shui, para quem não leu o post Feng Shui parte 1, recomendo ir lá e depois voltar aqui.
Na visão energética dos ancestrais, a energia Ch'i, que é a energia vital também chamada de prana e mais recentemente de orgone (segundo William Reich), está presente no universo, manifestando-se em tudo e em todos e circula em constante polaridade ativa do Céu para a Terra, sendo chamada de yang, e da Terra para o Céu é chamada de yin, circulando no homem através de canais conhecidos como meridianos. Estando esse fluxo em equilíbrio no homem, sua mente-emoção em harmonia, ele se encontra saudável. Caso contrário, havendo desequilíbrio nesse sistema, bloqueando a livre circulação dessa energia, pode ocasionar as moléstias, provindas do excesso ou da falta dessa energia, provocando as doenças.
De acordo com os antigos sábios, o universo, está em constante movimento e a energia é transmitida através de invisíveis linhas de força, chamadas por alguns povos de "linhas lei", yang, quando ativa, masculina, positiva, luminosa e yin, quando passiva, feminina, negativa e sombria. Para detectá-las, os chineses inventaram um instrumento parecido com a bússola magnética, chamado de "luopan", que aponta sempre para o sul, indicando que o fluxo Ch'i circula desde o sul, pelo fato da China estar no hemisfério norte; no caso do Brasil, que se situa no hemisfério sul, o fluxo da energia Ch'i vem do norte.
As duas forças yin e yang não eram consideradas opostas mas sim complementares.
Nas construções todos os elementos devem ser considerados, por um especialista em radiestesia, desde a escolha do terreno, para as correções necessárias , para aumentar o potencial energético do ambiente.
Muitas determinações feitas pelo especialista, podem ajudar a vida dos moradores, como sua saúde, prosperidade e relacionamentos, medidas como as dimensões da casa, por exemplo,que seguem um padrão de proporcionalidade. Uma casa deve manter sua planta arquitetônica com a proporção de 2,5 entre a largura e o comprimento. Por exemplo: para 6 metros de largura temos 15 metros de comprimento.
O Feng Shui, assim como a radiestesia, podem ser consideradas como uma habilidade de sentir certas radiações cuja natureza ainda está no campo teórico, mas que se manifesta nos homens de uma forma tão pessoal, que fica difícil falar sobre ela.
Podemos considerar o Feng Shui e a radiestesia como arte instintiva que pertencem ao domínio da psicologia, psicofisiologia e geobiologia, podendo ser definida como: " a sensibilidade natural que apresentam a maioria das pessoas à diversas frequências, radiações e ondas energéticas".
Hoje em dia muitos adotaram os princípios geomânticos da radiestesia ou do Feng Shui para transformar suas casas poluídas energeticamente em casas saudáveis.

Fonte: Feng Shui
Para Harmonizar Seu Lar e Sua Vida.
Pier Campadello.
Acompanhem as postagens sobre Feng Shui aqui no Blog.
Logo teremos parte 3.
Abraços.
Arq. Sheila










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE PERITO E ASSISTENTE TÉCNICO??

  A Pergunta que está na cabeça de todos!!! Afinal, qual a diferença entre perito e assistente técnico?? Bem simples, pessoal!! O perito é n...